Buscar

Formas de reciclar o lixo em casa

Atualizado: Jul 5


Muitas pessoas, ao descartarem o lixo em suas casas, ainda colocam restos de comida, plástico, papéis, alumínio e demais resíduos no mesmo saco plástico. Separar os tipos de resíduos em dois (lixo comum e lixo reciclável) é tarefa fundamental para que o processo de reciclagem ocorra.


Um caminho para evitar que o cenário de desperdício, e pensarmos no futuro é por meio de ações que informem às pessoas sobre o descarte indevido de produtos, pois essa ação é pensada no planeta e proporciona a reflexão sobre as atitudes impactantes, além do incentivo a práticas sustentáveis que fortaleçam o controle das ações governamentais pela sociedade. A parceria entre as escolas e a indústria pode viabilizar projetos educativos e, principalmente, instigar famílias a adotarem soluções inovadoras para reduzir a perda de produtos ao meio ambiente.


A atitude sustentável que adotamos, quando escolhemos reciclar, pode ser justificada a partir de uma série de informações. A forma mais simples de fazer a reciclagem de lixo doméstico consiste em separar seus resíduos em duas categorias: recicláveis e não recicláveis.

O primeiro passo para a realização do processo de reciclagem é a coleta seletiva, ou seja, a separação do lixo por material, com o seu posterior destino para o reaproveitamento. O lixo reciclável engloba todos os materiais que podem ser reciclados para voltar ao consumidor de alguma forma, seja como novos produtos ou matéria-prima. São eles: papéis, plásticos, alumínios, latas, vidros, papelão, jornal etc.


É importante, ainda, que as embalagens plásticas sejam limpas, as caixas de papelão dobradas (para economizar espaço), os vidros embalados em jornal ou papelão caso estejam quebrados, para não machucar quem os manusear. Os papéis podem ser dobrados, porém, não devem estar amassados.


Soma-se aos benefícios da redução do lixo e desoneração dos recursos naturais o fato de o processo de reciclagem ajudar a movimentar a economia, pois empresas especializadas nesse processo passam a atuar, gerando, inclusive, mais emprego e renda.


Como vimos acima, devemos sempre incentivar a reciclagem, mas também precisamos entender que ela, sozinha, não resolverá os problemas da sociedade e os impactos gerados sobre o meio ambiente. Portanto, reduzir o consumo, optar por materiais mais duráveis e reaproveitar ao máximo um determinado produto antes de descartá-lo são medidas que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas e a conservação da natureza.

2 visualizações0 comentário